Arquivos do Blog

O amor não é uma coisa boa! Ao menos não foi para Galois!!

Galois

Évarist Galois, nascido em Paris em 1811 morto em 1832.

Tentou por duas vezes ingressar na, famosa, Escola Politécnica e reprovado em ambas as veses.

Segundo seus examinadores “Ele está despreparado para cumprir as exigências formais do exame”.

Deixaram, com isso, de perceber o grande gênio que era Galois. Isto e o suicidio de seu pai, perseguido pelos Clérigos, foram grandes golpes na vida de Galois.

Contudo, ele, não se deixou abater, em 1829, ele entra para Escola Normal…

Em 1830, foi preso por se envolver na revolução, o que lhe causou a expulsão da Escola Normal.

Após vários meses presos, em 1832, Galois se envolve num duelo a pistola, por causa de uma “disputa” amorosa.

Provocando assim, sua morte prematura.

Na noite anterior ao duelo, presentindo que não sobreviveria, Galois escreveu uma especie de testatemento científico na forma de uma carta a um amigo.

Este documnto falava de suas descobertas, que não foram publicadas, que posteriormente dariam muito trabalho e exigiriam muito talento de grandes matemáticos para serem entendidas.

Estava aí, a Teoria de Grupos e a teoria de Galois.

Vários manuscritos e memórias de Galois, encontrados após sua morte, foram publicados por Joseph Liouville e públicadas em seu Journal de Mathématic.

Mas, uma melhor avaliação de seus trabalhos veio depois com, Camille Jordan em seu livro “Traité des substitutions” e quando Felix Klein e Saphus Lie fizeram uso da teoria de Galois na geometria.